PROEX na mídia | Programa Trilhas Potiguares pretende chegar a 12 mil pessoas em 2016

PROEX na mídia | Programa Trilhas Potiguares pretende chegar a 12 mil pessoas em 2016

Publicado em 20/06/2016
Programa Trilhas Potiguares pretende chegar a 12 mil pessoas em 2016

Atender cerca de 12 mil pessoas nos 10 municípios que aderiram este ano ao Trilhas Potiguares. Esta é a meta da Pró-reitoria de Extensão (Proex) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) para a 20º edição do Programa, que começa no próximo dia 26, envolvendo 240 estudantes de diferentes cursos e 20 coordenadores, entre docentes e técnicos, e vai até o dia 2 de julho. 

Para testar um pouco do que vão experimentar nas regiões interioranas, na manhã deste sábado, 18, os 10 grupos de trilheiros terão um seminário de integração. Atividades teatrais, jogos, recreações e palestras, inclusive relatos de ex-participantes, vão dar uma ideia do que será viver uma semana em realidades bem diferentes das que estão acostumados. 

É uma forma de prepará-los para cumprirem a missão do Programa, que é promover ações sociais, de sustentabilidade e de apoio a pequenos municípios com menos de 15 mil habitantes, explica o professor Breno Cabral, pró-reitor adjunto de Extensão e coordenador do Programa.

Sob o lema Combate ao Aedes aegypti, durante sete dias eles vão atender e prestar serviços ao mesmo tempo às populações de Pedro Velho, Martins, Portalegre, Viçosa, Ielmo Marinho, Pedra Preta, Tibau, Taipu, Pedro Velho, Pureza e Eloi de Souza, em áreas como educação, saúde, arte, cultura, qualidade de vida e meio ambiente. 

O diferencial em 2016 

Três novidades marcam o Trilhas Potiguares 2016. A primeira é a validade por dois anos da inscrição para quem está na edição deste ano. Ou seja, em 2017 as equipes retornarão aos mesmos municípios. Outra é o projeto Adote Uma Árvore, no qual os estudantes vão levar mudas e plantá-las nas cidades onde vão atuar, verificando o desenvolvimento do plantio no ano seguinte. Por fim, o registro fotográfico que cada universitário vai fazer dos municípios será exposto, em agosto, na Mostra Trilhas Potiguares 2016. 

As trocas 

Durante a semana do Trilhas Potiguares, os estudantes vão atender às demandas apresentadas anteriormente pelos municípios e, principalmente, dar palestras para as comunidades, de modo a gerar novos conhecimentos. Há duas décadas essa troca de informações e saberes vem gerando grandes frutos, aproximado mais a universidade da sociedade, que é nossa mantenedora e deve ser a principal beneficiária do trabalho da instituição, afirma a pró-reitora de Extensão, Maria de Fátima Ximenes. 

Conforme registros do Programa, o Trilhas Potiguares beneficiou 240 mil pessoas de diferentes regiões do estado em 20 anos. Tal resultado faz a administração da UFRN refletir sobre esse trabalho executado em parceria com as prefeituras. Não temos conhecimento de outras instituições de ensino público superior brasileiras que possuam um programa de extensão de tal relevância social, abrangência regional e com essa perenidade, conclui a reitora Angela Maria Paiva Cruz. 

Calendário do Trilhas Potiguares em 2016

18 de junho - Seminário de Integração a partir das 8h30, no Ginásio de Esportes do campus central da UFRN, em Lagoa Nova

26 de junho - Partida dos 220 trilheiros e coordenadores de Grupos para os municípios às 7h30h, da Praça Cívica do campus central da UFRN 

2 de julho - Retorno dos estudantes do Trilhas Potiguares 2016 para Natal.


Fonte: Portal da UFRN

Ver todas as notícias

Faça parte dessa campanha

Envie-nos sugestões ou informações de água parada no campus. #OPROBLEMAÉSEU

Contate-nos